22 de abr de 2010

Relatório para Satanás


     Provavelmente você, leitor, abriu essa página devido a curiosidade provocada pelo seu título. Escrevi esse pequeno texto relatando algumas falhas que ocorrem entre nós, cristãos, na esperança de que um dia tudo mude e o Evangelho de Jesus deixe de ser envergonhado e passe a ser seguido e proclamado, sem falsidades. Essas palavras, que podem ser fortes ou consideradas exageradas, são o desabafo de um cristão inconformado com as inúmeras distorções da Palavra de Deus, tão comuns nos últimos tempos.




Em algum lugar do inferno:
-
Bom dia, querido Satanás! Aqui está o relatório que fiz, analisando o povo que se diz eleito do "Todo-Poderoso". Mas devo andiantar que tenho ótimas notícias para nós, mestre! Vou lê-lo para você:   
   "Cheguei desanimado na Terra, achando que teríamos tanto trabalho a fazer, mas, quanto mais eu olhava para os cristãos, mais me satisfazia. Percebi que estão bem próximos do modelo perfeito para nosso reino. Mesmo quando dizem que estão fazendo algo para seu Deus, na verdade não estão. Você precisa ver como são bons atores! Transgridem tantos mandamentos e se dizem fiéis. Como é lindo...
   Andei em todos os templos (ou igrejas, como eles chamam). Alguns cultos deles eram tão parecidos com nossos rituais, que confesso ter ficado enciumado. Eles faziam tanta baderna...Gritavam, rodavam, pulavam, derrubavam cadeiras, pisavam nos pés dos companheiros, faziam contorcionismos... E chamavam isso de unção e poder! Que bom que são analfabetos na bíblia! Tinha uma tal de unção do riso, tão engraçada que não aguentei e ri também. Alguns líderes passavam o paletó ou o lenço no povo e todos caiam como mágica! Mas fica tranquilo, chefe, felizmente eles sempre levantavam do mesmo modo como caíam. Não vi nenhuma mudança de vida neles.
   E os falsos profetas, então, devemos parabenizá-los quando chegarem aqui, Satã, pois estão fazendo um ótimo trabalho. São tão convincentes! Até eu quase acreditei neles. Eles distorciam a bíblia completamente e, como os cristãos não a estudam mesmo, ficava fácil o trabalho deles. É tão simples enganar essas pessoas, que acho que nem precisávamos ter investido tanto na mídia para ganhá-los.
   Também seus líderes cometem algumas falhas que nos agradam bastante. Precisa ver a ganância pelo dinheiro. Fiquei tão feliz! Eles acusam os fiéis de roubarem a Deus quando não pagam o dízimo ou não dão ofertas e os bobinhos acreditam. Tudo bem que isso não traz um benefício diretoa nós, mas só o peso que conseguem colocar na consciência do povo, já vale a pena.
   Outra coisa maravilhosa que fazem é o comércio com a religião. Poderiam mudar o nome de
"igreja" para "mercado", pois vendem de tudo. Há livros, CD´s e DVD´s de pregações e músicas, apostilas, adesivos, enfeites, salgados e refrigerantes. Enquanto isso, fazemos nossa obra de graça! Pedem oferta para isso, aquilo e quanto maior a contribuição, maior é a benção prometida por eles. É engraçado como eles nunca lêem aquela parte que o Cristo fala "de graça recebestes, de graça dai".
   Eles afirmam que o obreiro tem que ter seu salário, então aproveitam para receber um salário de jogador de futebol. Ainda bem que não citam que Pedro era um pobre pescador e, por isso, dinheiro não é sinal de benção. Também, né, se disserem, cairia por terra a tal da teologia da prosperidade.
   Interessante também é a idolatria de alguns pelos seus líderes. Aceitam que ofendam ao Deus deles e ao Evangelho, mas não permitem que critiquem a liderança. O "puxa-saquismo" é tão grande...Alguns membros tem tanta influência e lábia que fazem nosso trabalho e ainda são elogiados por eles. Nem eu entendi, viu... Adulteram, compram e não pagam, roubam, agridem as esposas e ainda são recompensados no ministério! Quantos padres, pastores ou bispos fazem vista grossa para todo tipo de pecado. Quase chorei de emoção quando descobri isso. Eles são demais, deveremos recompensá-los com um ótimo galardão, hein, chefinho!
   Confesso que foi cansativo, viu. Às vezes, nem eu aguentava tanta desorganização. Mas, ainda bem que isso serve para envergonhar o Evangelho. Felizmente eles não usam a música nas igrejas apenas para louvor. Usam-na para preencher o tempo vazio, nos intervalos entre a palavra de uma e outra pessoa, sem contar a péssima qualidade. Nossas bandas são muito melhores, meu querido. Eles não se preocupam em capacitar as pessoas que tem atividades nos templos. Mas gostei muito do critério de escolha deles para o exercício de diversas funções: Muitas vezes, ao invés de escolherem pessoas dedicadas, preparadas e comprometidas com aquela fé que proclamam, separam-nas pelo dinheiro ou pela intimidade ou parentesco com os líderes. Amigos e família estão sempre garantidos! Lindo isso, né?
   Mas o melhor de tudo são as coisas que deixam de fazer! Não pregam o Evangelho, ignoram os mandamentos e brigam por causa de picuínhas; são desunidos, fazem acepção de pessoas, não ajudam os pobres, os mendigos, os órfãos e as viúvas. Há uma competição tão grande, cada um se julgando mais santo que o outro; igrejas achando que quem quiser ir para o paraíso tem que ser membro delas..que perfeição! As mensagens nos cultos são de auto-ajuda ou aquelas que fazem o povo vibrar, gritar, pular e idolatrar o pregador; não se aprofundam nos textos da bíblia e estão cada vez mais ignorantes."
-E agora, Satanás, o que faremos?
-Olha, meu querido, se o que você relatou for verdade, não precisaremos fazer muita coisa! Só teremos que ampliar nosso espaço físico, pois logo teremos muitos moradores que não esperávamos.

Autor: Wésley de Sousa Câmara

O que achou?