Seguidores

Escribas, fariseus e saduceus

     Conforme a bíblia é lida, percebe-se que não são poucas as vezes que Jesus entra em conflito com os escribas, com os fariseus e com os saduceus. São criticados e censurados em vários momentos pelo Mestre. Atualmente, são vistos com maus olhos e estão associados à hipocrisia. Mas, existem reais motivos para esses preconceitos?
     O termo “escriba” é muito abrangente. Na época de Esdras (vide livro bíblico de mesmo nome, no capítulo 7) os escribas eram sacerdotes copistas, extremamente cuidadosos, da Torá (Lei de Moisés). Porém, nos dias de Jesus, os escribas eram indivíduos com muito estudo e conhecimento, que dedicavam boa parte de suas vidas ao estudo e instrução da Lei (não necessariamente eram sacerdotes). Interpretavam e ensinavam as Leis de Moisés (chamada de Torá escrita), associadas a alguns princípios jurídicos e culturais (Torá oral ou “Tradição dos antigos” – capítulo 15 de Mateus e capítulo 7 de Marcos).
     Os judeus sofreram com a invasão grega, no século IV a.C. Pode-se dizer que, a partir daí, foram divididos em, pelo menos, dois grupos religiosos: saduceus e fariseus. O primeiro defendia uma conciliação entre a Lei mosaica e os costumes gregos e era representado principalmente pelos sacerdotes. O segundo segmento não aceitava essa “miscigenação”. Teve a adesão da maioria dos escribas e obteve o apoio quase unânime do povo judeu.
     Os saduceus geralmente eram ricos e ocupavam cargos de prestígio em Israel, como o de sumo sacerdote. Eram também a maioria no Sinédrio (conselho que julgava assuntos da lei judaica e da justiça criminal, na Judéia e em outras províncias). Tinham uma grande preocupação em acatar as decisões de Roma (que dominava Israel no período em questão), dando, muitas vezes, mais importância à política do que à religião. Vale destacar que os saduceus não eram bem vistos pelo povo, já que faziam parte da elite e apoiavam os romanos. Esse grupo deixou de existir após a destruição do Templo de Jerusalém, em 70 d.C., já que tinha
uma forte tendência política.
     Os fariseus geralmente eram indivíduos de uma classe social intermediária. Embora fossem minoria no Sinédrio, eram indispensáveis, pois tinham o apoio do povo judeu. Essa popularidade rendia-lhes muitas conquistas no conselho.
     Várias outras diferenças, entre fariseus e saduceus, podem ser destacadas:
1 - Os saduceus eram mais conservadores. Consideravam apenas a Palavra escrita (hoje, o Velho Testamento) como divina, enquanto os fariseus colocavam a tradição oral em igualdade com a mesma.

2 - Os saduceus negavam a ressurreição dos mortos, além da existência de anjos e demônios, enquanto os fariseus aceitavam (Atos 23:8).

3 - Apenas os fariseus acreditavam em vida e recompensa/punição após a morte.

4 - Os saduceus defendiam a idéia do livre-arbítrio humano, enquanto os fariseus atribuíam os acontecimentos à vontade de Deus.

5 - Apenas os fariseus defendiam a “Tradição dos Antigos”, considerando-a como o desenvolvimento da Torá escrita.

     Percebemos, então, que os fariseus estavam mais próximos dos ensinamentos de Jesus do que os saduceus. Mas, apesar de tantas diferenças, tiveram algo em comum: ambos foram censurados e duramente criticados por Jesus. Os saduceus por desprezarem vários preceitos divinos; os fariseus por considerarem suas tradições tão importantes como a Palavra de Deus.
     Porém, muitos membros desses grupos, principalmente fariseus, converteram-se ao Evangelho (Atos 15:5). Embora tenham unido forças para condenar a Jesus, vários deles tornaram-se importantes na disseminação da Palavra de Deus, tendo como exemplo mais conhecido o apóstolo Paulo, que era fariseu. Não se pode esquecer, ainda, de dois acontecimentos:

- Alguns fariseus alertaram Jesus para o fato de Herodes querer matá-lo (Lucas 13:31).

- Jesus foi convidado por um fariseu para jantar em sua casa, e assim o fez (Lucas 7:36).

     Portanto, devemos nos despir de preconceitos generalizados, principalmente em relação ao grupo farisaico. Temos de aprender com os seus erros, não sendo hipócritas como muitos deles foram (esses é quem foram criticados por Jesus), mas também reconhecer a sua importância para a manutenção da fé judaica até os dias de Cristo. Certamente existiam fariseus sinceros, que preferiam seguir a essência da Lei ao invés de ficarem se exibindo como seguidores fiéis de algumas particularidades do Pentateuco ou de suas tradições.


Autor: Wésley de Sousa Câmara


Referências:

- Bíblia Almeida Corrigida Fiel
- Bíblia de Jerusalém.
- Fedeli, Orlando - "Escribas, Doutores da Lei e Fariseus"
MONTFORT Associação Cultural - http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cadernos&subsecao=religiao&artigo=escribas1〈=bra - Online, 25/05/2010 às 11:49h.
- http://www.gotquestions.org/Portugues/Saduceus-Fariseus.html

26 Comentários - Comente aqui:

  1. Muito boa a palavra Deus abençõe!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aih irmao. ... DEUS abencoe vc ...

      Excluir
  2. Ótimo explicação, era bem a dúvida que eu tinha.

    ResponderExcluir
  3. tatiana oliveira3 de maio de 2013 11:06

    ontem em minha igreja foi pregado em cima de assunto foi exatamente essa eplicação muito bom !

    ResponderExcluir
  4. já havia lido outros textos mas o este veio direcionado de Deus no seu coração.Que Deus continue te abençoando e te enchendo de conhecimento.
    Obrigada por compartilhar conosco.

    ResponderExcluir
  5. o comentário é bom

    ResponderExcluir
  6. aprendemos na medida que buscamos. muito bom!

    ResponderExcluir
  7. Muito boa essa palavra

    ResponderExcluir
  8. Muito bem esplando, parabéns. Que Deus continue lhe dando sabedoria.

    ResponderExcluir
  9. De fato algumas ideias são discutíveis, mas em outras, pura bobagem. os fariseus também eram um grupo dividido, pois tinham um sub grupo, conhecido por hipócritas e a esse grupo é que jesus se dirigiu. Outra, nenhum fariseu iria convidar outra pessoa para comer, se ela não fosse também fariseu. Por isso jesus foi convidado.

    ResponderExcluir

  10. preocupado em oferecer o leite espiritual ás primeiras "ovelhas", que á medida em que vai-se avançando o trabalho evangelístico da minha igreja, com esse suporte desse "site" Bíblia a fundo, estou certo de que os novos convertidos, estarão fortalecidos, para crescerem e se tornarem, tambem no futuro, não distante(porque o tempo se abrevia, para a vinda de jesus), passam a serem auxiliares, obreiros e até mestres, completando a corrente, para darem novos frutos. Pr(shepperd) DWS ferreira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi, porque um só é o vosso Mestre, a saber, o Cristo, e todos vós sois irmãos.
      E a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus.
      Nem vos chameis mestres, porque um só é o vosso Mestre, que é o Cristo.
      O maior dentre vós será vosso servo.
      E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.

      Mateus 23:8-12

      Excluir
  11. Jesus critica muitos os fariseus que sao hj os evangelicos... por sua soberba e vcs apoiam!?... parabens alienados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A palavra de Deus nos ensina que há muitos espíritos enganadores, a observação e consciência do Evangelho de Cristo é que deve permanecer em nós! Devemos observar todas as coisas e reter o que for bom! É de extrema importância entendermos que nada do que não se pareça com o que Jesus fez em sua passagem pela terra faz parte do Evangelho. Porque tudo se cumpriu em Jesus! O que não está condicionado ao que Jesus fez, jogamos fora! Descartamos! Ele é a chave! Ele é o caminho para a compreensão das escrituras. Então com isso compreendemos que não está acondicionado a fariseus, saduceus, escribas ou qualquer outra classe social, porque para Deus todos pecaram, e carecem da glória dEle. Soberba, é acharmos que entendemos o mundo através das classes, mas Deus nos revela por várias vezes que as classes sociais daquela época, servem como referência para que entendamos o que podemos ou não fazer com o seu Evangelho! E se pensarmos assim, todos nós uma vez ou outra, agimos como saduceus, como fariseus, o como escribas! Nos vangloriamos como entendedores da lei! Chamamos os demais por classes como se eles estivessem "alienados". Alienação é colocar o ser humano em perspectiva, e nos isolar do termo! O único santo e poderoso é Jesus! As advertências de Jesus a estas classes nos fazem refletir, e concluir que precisamos do ensinamento dEle para sermos libertos destes "espíritos" (classes sociais, pensamentos negativos) malignos que nos colocam em posição de juiz e não de réu. Espero ter esclarecido um pouquinho! Jesus nos abençoe!

      Excluir
  12. Muito bom . Apreder a palavra de Deus sempre e bom.

    ResponderExcluir
  13. Fariseus e Saduceus, pescadores e pecadores ... Todos filhos do homem, a diferença principal esta no fermento, tirem todo o fermento de um fariseu ou de qualquer religioso, o tudo que vai sobrar e um mísero, porém amado pecador ... Mas do pescador, e so tirar o "s" ... :) .. brincadeiras a parte, parece que foi do agrado do Pai que os discípulos mais próximos do Filho, fossem simples pescadores ... Recebem o sustento do que o Pai da, na simplicidade de sobreviver apenas, e ficam muito gratos ao Altissimo pelo peixe, mas principalmente pescadores sabem o que e amar, porque amam o que fazem, pescar.
    Atentai filhos do Altissimo, Cuidado com o fermento dos Fariseus de outrora e de hoje também, das poderosas instituições, dos que dominam sobre o povo, porque a Igreja de Cristo e uma so, e nao ha outro nome pelo qual devamos ser salvos, nem de homem, nem de instituição, apenas pelo nome do Machiach (Messias, Ungido do Altissimo) a quem temos chamado Jesus Cristo, mas nao se pronuncia assim o Nome sobre todo Nome.

    Fica na Paz e no Amor de Cristo, pequeno servo e discipulo.

    ResponderExcluir
  14. Houve importância na época para honra e glória de Deus, alguns ajudaram a Jesus, outros se converteram etc etc...... Mas se olhar-mos hoje em dia israel oque vemos, menos de 2 porcento( ou um pouco mais) de cristãos e ainda são perseguidos, se um da família se torna cristão é expulso etc etc. Bobos são ás pessoas que vão lá visitar os pseudos locais do calvário etc.... dando dinheiro para eles. Resumindo não sendo preconceituoso mesmo os fariseus saduceus etc , vendo o antigo testamento se cumprindo não acreditaram, pois se acreditassem hoje israel seria o lugar aonde teria mais cristãos( e é aqui no Brasil). Então dá para acreditar que eles foram realmente maus, soberbos etc etc..... pois senão a semente cristã teria tido frutos. como israel nã aceitou , Deus liberou a salvação a todo mundo. Esqueci a palavra que rotula as peçoas que odeiam judeus..... mas eu não sou , e estou analisando os fatos. Com base na Bíblia que niguém chega ao Pai, se não por Jesus, e que a slavação apenas por Jesus etc etc etc, oque sobra para a nação de israel...... nossas orações para que creiam, se não eles não serão salvos.

    Fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  15. A Paz do Sr Jesus.
    não sei se vai sair duplicada, me compliquei na hora de enviar. Vamos digitar novamente.
    não sou preconceituoso, nem odeio os judeos, pelo contrário tenho pena pois os doutores da lei fariseus, saduceus escribas etc etc não importa , o posso até botar o povão em geral, afinal eles tinham que conhecer o velho testamento ou torá( se é isso mesmo) , era da lei deles. Mesmo assim vendo Jesus cumprir tudo que estava escrito, João Batista avisando, Daniel etc etc, que viria o messias, eles vendo milagres, ressuscitação etc etc, não creram. Mesmo tendo alguns fariseus nomeados por Deus para pregar o evangelho etc etc, eles não acreditaram. E aprova disso é que os doutores da lei da época, ganharam a batalha, pois hoje em israel quntos porcento são cristãos.... 2 % ou mais. E os que se professam cristãos são perceguidos. Alguem da familia que se converte é expulso etc etc etc. então não é ser preconceituoso , é prova real... os doutores da lei enganaram o povo, para manter seu dinheiro, postura, poder etc etc. Resta para israel se converter e crer em Jesus, senão não serão salvos, assim diz a Biblia. E é bem claro para mim que sou leigo. E pesando bem temos que agradecer a Deus, pois a nação escolhida ignorou a Jesus, e a salvação foi liberara para todos que crerem.

    Fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  16. Francisco de Assis 10/03/2014

    Já ouvi alguns comentários de alguns membros de determinadas Igreijas que não tem aceitado a guarda do sábado como dia santificado por Deus para todos os povos e em todos os tempos, dizerem que o sábado perdeu-se no dia em que Josué desejando ganhar uma batalha orou a Deus e o sol de deteve no meio do céu aproximadamente por meio dia ( Josué 10;12 a 14 ) Gostaria de saber porque os profetas Isaias (Isaias 56: 1 a 8). Jeremias. (Jeremias 17:19 a 27) Ezequiel. ( Ezequiel 20: 12 e 20) . E Neemias ( Neemias 13: 15 a 21) escrevaram soubre um sábado que não mais existia, muintos anos depois Conciderem a pergunta, mais usem de uducação assim como eu respeito a todos.A paz de Deus entre os Homens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O irmão Francisco é cristão ou um judeu?

      Excluir
    2. Caro irmão em Cristo. Jesus nos disse que o Filho do Homem até do sábado é Senhor. Isto nos basta para crermos que todos os dias são santificados aos Senhor. Lembre-se que muitos conceitos do Antigo Testamento foram derrubados com a vinda de Jesus. A paz de Cristo seja contigo!

      Excluir
  17. Um fato que a Bíblia nos revela nesses encontros com os doutores da Lei é que Cristo não se colocou em oposição a guarda da Lei, Ele mesmo diz ter "vindo cumprir"Mt5:17. Verificamos então que o problema estava com a observância das leis estabelecidas pelos rabinos colocadas em pé de igualdade com a Lei e Deus. Jesus até reconheceu a importância dos lideres religiosos e até vivia alguns preceitos rabínicos pois não foi Ele acusado de não lavar as mãos e sim os discípulos. O zelo excessivo pelas leis rabínicas desacompanhado de misericórdia e as distorções da Lei de Deus era o centro dos discursos. Percebemos em tudo isso que Jesus confirma a necessidade de observância da Lei de Deus, não por obrigação mas por amor, não para ser salvo más por que já temos a salvação em Jesus Cristo Jo15:10. O SENHOR abençoe a todos nós!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lucas 11 versiculos 37 a 38 te responde.Jesus foi sim questiondo pelo fariseu por nao lavar as maos

      Excluir

Concorde, discorde ou critique, mas sempre com educação.

Serão excluídos:
- Palavrões e xingamentos dirigidos a qualquer pessoa, grupo ou entidade.
- Expressões racistas ou preconceituosas.


O autor não se obriga a aceitar comentários:
- Com único intuito de propaganda.
- Anônimos sem identificação na mensagem*.
- Duplicados.
- Não relacionados ao assunto da postagem.


* Recomendo que faça o comentário conectado à sua conta do Google ou à outra qualquer. Embora comentários anônimos possam ser aceitos, caso opte por isto, identifique-se, no final de sua mensagem. Obrigado!