6 de nov de 2012

“Levita” não é sinônimo de “Músico”

Atualizada em 11/02/2015.

     Quantas vezes ouvimos alguém chamar um cantor ou um músico de Levita? Tive a oportunidade de trabalhar alguns anos com música instrumental em uma "igreja" e muitas vezes recebi esse apelido precipitado. Biblicamente falando, é uma afirmação completamente equivocada.
     O termo "levita" significa "da descendência de Levi", que era um dos filhos de Jacó. Os levitas existiam entre as 12 tribos de Israel e se comprometeram a servir somente ao Senhor (Êxodo 32:26) quando Moisés pediu aos israelitas fiéis a Deus que se aproximassem. “Levita” era o termo usado geralmente para designar os auxiliares dos sacerdotes (embora os sacerdotes também fossem "geneticamente" levitas) no culto e no tabernáculo (Números 3:5 a 10). Porém não tinham, necessariamente, uma ligação com a música. Como Davi era músico (I Samuel 16:23), institui essa forma de louvor no "culto a Deus" e incumbe parte dos levitas dessa atividade. Em I Crônicas 23, são contados 38000 levitas. Destes, 24000 eram cantores (afirmação feita pela Bíblia de Jerusalém), 6000 eram escribas e juízes, 4000 eram porteiros e 4000 eram músicos. Porém esses dados não tem grande relevância para nós e apenas mostra que nem todo levita daquela época era cantor ou músico.
      Podemos concluir que um sinônimo de Levita, adequado aos dias atuais, seria servo. Ou seja, todos nós que servimos a Deus, independente da função que exercemos, somos servos (não digo "levitas" pois esse termo não faz sentido atualmente). Observamos ainda, pelo texto de I Crônicas, que não há privilégio ou vantagem em ser cantor ou músico em relação às demais atividades para Deus.
     Portanto, o músico, o líder do louvor da sua "igreja" e até o cantor famoso possuem um talento equivalente ao da pessoa que vigia os carros em algum "templo" qualquer ou ao daquela "senhorinha" que ninguém dá valor, mas que quando abre a boca sai apenas palavras doces, puras e amorosas. Todos nós somos "levitas" (ou melhor, servos) e iguais perante Deus, pertencendo ou não a um grupo seleto de uma agremiação eclesiástica. 

Autor: Wesley de Sousa Câmara

O que achou?