31 de mai de 2013

O que é e o que não é IGREJA


     O que erroneamente chamamos de "igreja" é na verdade apenas um prédio, um local de reunião de cristãos. Porém a "Igreja" que a bíblia fala é uma só, não por ser uma ou outra denominação (pois a institucionalização da fé cristã como uma religião só ocorreu 300 anos depois de Cristo, com o imperador Constantino), e sim, por ser a Igreja de Deus, o Corpo de Cristo. Nós somos o templo do Espírito Santo, a Casa do Pai, pois é em nosso coração que Ele habita.
     Igreja não é religião, não é denominação e não é lugar; Igreja é gente! É composta por todos aqueles que aceitam e vivem o Evangelho. Onde estiverem 2 ou 3 reunidos no nome de Jesus, ali estará a Igreja, não importa se esta reunião é em um templo religioso, em uma sala, em um teatro, em um campo, em uma praça ou em uma catacumba, onde se reuniam muitos dos cristãos primitivos.
     CONGREGAR é se reunir com os irmãos (não importa se em um local institucionalizado ou não), em amor, para meditar na Palavra de Deus, para desenvolver relações fraternas, para ensinar os novos na fé e para que um ajude ao outro no que precisar.
     SER IGREJA não é sinônimo de ter o nome no rol de membros de uma instituição religiosa e sim, de ter o nome escrito no Livro da Vida. Portanto, só Deus sabe quem é Igreja, não cabendo a mim nem a você julgar se aquele que não frequenta uma instituição faz ou não parte da verdadeira (e única) Igreja.
     Sempre que essas coisas são afirmadas, quase todos concordam, mas a mentalidade geralmente continua a mesma. Cinco minutos depois já estão novamente considerando que igreja são quatro paredes, que é um local de adoração (como se o "adorar em espírito e em verdade" fosse em um lugar e data marcados), que o "congregar" deve ocorrer apenas em uma "igreja" institucionalizada, e por aí vai... Deus não depende das chamadas "igrejas"; elas é que (se quiserem também ser Igreja) dependem de Deus, pois se o Evangelho não estiver sendo manifestado no meio delas, o máximo que haverá ali será um ajuntamento de religiosos hipócritas ou de enganados.
     Portanto, se você frequenta uma instituição (conhecida como "igreja") que cumpre as características acima, que não se intitula como uma representante de Deus na Terra, que assume o seu único papel (que é de reunião, de ensino e de organização de ações de amor ao próximo) e que não se coloca como determinante para que alguém seja salvo (afinal, a Igreja é uma consequência da existência de um povo salvo e não, algo que leva a salvação às pessoas), esta "igreja" estará também sendo Igreja! Do contrário, será apenas mais uma das milhares de instituições religiosas, semelhante a um clube repleto de associados, mas que não carrega semelhanças com o Evangelho puro e simples de Jesus!
     Para finalizar, se você encontrar um grupo de cristãos sinceros dentro de alguma instituição religiosa, junte-se a eles e sejam Igreja; se encontrar um grupo fora de qualquer instituição, aproxime-se e sejam Igreja juntos; se não conhece ninguém assim, cumpra o "Ide" de Jesus, pregando o Evangelho (com palavras e principalmente com atitudes) e em pouco tempo perceberá que estará rodeado de pessoas sedentas de aprender mais sobre o Evangelho, ou seja, aí estará também a Igreja. Só não existe a possibilidade de ser um salvo sem SER IGREJA!

Autor: Wésley de Sousa Câmara

O que achou?