29 de jun de 2013

Que ninguém nos julgue pelo nosso passado


     Quem nunca ouviu alguém dizer: 
"Fulano não é digno de crédito, pois já fez isso e aquilo no passado. Quem é ele para falar algo?" 
E coisas semelhantes a essas... Porém aos que assim afirmam deixo um recado:
     O que ocorre na vida de uma pessoa é entre ela e Deus, pois ninguém de nós é capaz de julgar o coração dessa "criaturinha do Pai". Onde há arrependimento, há perdão. E esse tipo de julgamento é totalmente anti-evangelho. Busquemos a Deus e leiamos o Novo Testamento para que aprendamos com Jesus que o passado não interessa. O que Jesus diz é: "seus pecados estão perdoados. Vá e não peques mais".
     Agora, nós homens, todos pecadores, nos achamos no direito de apontar o dedo para o erro (no sentido de deslize pessoal e não, de perversão do Evangelho) do outro? Realmente muitos de nós não aprendemos ainda o significado de "tirar a trave dos nossos olhos antes de falar do cisco do olho do irmão". Esse sim é o julgamento hipócrita condenado em Mateus 7. Não queira usar o passado do seu próximo como uma tentativa farisaica de demonstrar sua superioridade em termos de santificação. Isso é arrogância e prepotência. Hipócrita! Se você age assim, converta-se ao Evangelho!

Autor: Wésley de Sousa Câmara

O que achou?