19 de nov de 2015

Reforma ou apenas mudança de fachada?


     Antes da Reforma protestante: "Somente a Igreja pode interpretar a bíblia".
     Depois da Reforma: "Qualquer um pode interpretar a bíblia, mas quem revelará a interpretação correta à pessoa é o Espírito Santo". (E claro que será considerado "revelação do Espírito" as interpretações que estiverem de acordo com a visão da liderança em questão).
     Conclusão: não mudou nada, só a fachada. A Reforma, em termos práticos posteriores, foi só uma pintura nova na mesma estrutura.
     O que se vê na cabecinha da maioria dos "crentes" é um antiintelectualismo. Uma aversão à pesquisa, ao estudo. Dizem que isso é ser carnal, que "coisas do Espírito são discernidas pelo Espírito"... Uma bela fuga e tentativa de manter o povo na ignorância, pois assim fica fácil manipular.
     Sabe porque isso acontece? Porque se o povo começar a criticar, questionar, estudar e pensar, a manipulação toda acaba, o sistema de alienação desmorona. Como esses fundamentalistas todos conseguirão manter essas ladainhas atuais diante de um povo que vai poder apontar o dedo e dizer: "Pare de mentira, pois isso é pura distorção!"?
     Mas enquanto isso, manda quem pode e obedece quem não tem criticidade. Nada mais inteligente da parte deles do que criarem a ideia de que "o Espírito é quem revela o verdadeiro entendimento da escritura". E assim dizem que eles tem o Espírito, logo, quem questiona sempre está errado. Muita tolice, mas há quem acredite.

Autor: Wésley de Sousa Câmara

O que achou?