20 de mar de 2016

SOBRE O GOVERNO DO PT: na verdade somos todos corruptos!


     Antes de mais nada, não sou petista (e menos ainda "tucano") e não sou militante de esquerda ou de direita (aliás, tenho aversão ao extremismo dos dois polos políticos). 
     Sou favorável a toda apuração de responsabilidades e punição devida, imparcial, justa, fruto de julgamento por parâmetros estritamente profissionais/técnicos. Seja envolvendo Dilma, Lula, Aécio, Cunha, ministros ou os demais do alto escalão político. Todos devem ser valorizados pelo bem que realizam e cobrados pelos deslizes que cometem.
     Porém, o que vejo nos últimos dias é uma luta desesperada dos oposicionistas e da maior parte da sociedade de forma irracional. Os oposicionistas estão todos como urubus, gorando o "animal" antes ainda de morrer, a fim de ver quem fica com o maior pedaço de carne. A sociedade, levada pela mídia totalmente parcial, não tem capacidade crítica e é conduzida por velhos jargões e clichês. 
     Claro que toda manifestação e luta sem violência é legítima e defendo essas condutas, porém ver tanta hipocrisia nos discursos, seja em palanques ou em redes sociais, na boca do povo, chega a dar náuseas. 
     Penso que quase todos nós somos aquilo que condenamos nos outros. A diferença entre a maioria dos que manifestam por um Brasil melhor e o político corrupto é apenas a oportunidade que este teve de roubar mais do que a maioria de nós. "Ah, o PT é o partido mais corrupto da história". Claro que não. Se a maioria dos escândalos hoje envolvem o PT (repito, nem sou simpatizante do partido) não é porque ele é intrinsecamente corrupto e sim, porque está no poder há 14 anos e quem está por cima tem mais cargos, é quem realiza transações milionárias, é o que está no foco e sendo investigado por todos... Qualquer outro partido que estivesse nessa situação seria visto como o "mais corrupto". "Ah, não, defendo um partido cristão que não se envolve em escândalos". Colega, pense, todo partido cristão no Brasil, atualmente é quase insignificante, tendo pouquíssima representatividade em cargos importantes. Então claro que, estatisticamente, terá menos corruptos conhecidos. Mas é só ver a liderança religiosa no Brasil envolvida em escândalos e em estelionatos (que não são investigados e combatidos por terem uma proteção lamentável de um estado que se diz laico - basta ver os charlatões pedindo ofertas de mil reais na TV, pedindo senha de cartão, trazendo picaretas da fé norte-americanos para enganar nós, bobinhos...). 
     Nenhum partido, a princípio, é corrupto, pois partido político não é uma entidade viva, é uma forma de agrupar pessoas de mesma ideologia. Corrupto não é o PT e sim, muitos petistas; não é o PSDB e sim, muitos "tucanos"... E isso vale para todos os partidos. E exigir o fim de um partido por causa da corrupção de muitos lá é como exigir o fim de sua igreja caso os líderes dela se envolvam em imoralidades; é como exigir o fim do protestantismo por atrocidades cometidas ou incentivadas por Reformadores; é como exigir o fim do cristianismo pelo apoio dado à escravidão por muito tempo; é como pedir o fim da bíblia pelos conhecidos processos de alterações e conveniências usadas durante a compilação de seus livros lá no início da nossa era. Mas ver tantos clichês na boca de pessoas sem um mínimo conhecimento histórico e político, é triste. 
     Quer fazer um teste? Diga em uma manifestação da avenida Paulista (pode ser contrária ou de defesa do governo - fique à vontade para escolher qualquer uma): 

"Fiquem aqui apenas as pessoas honestas!"

     Todos ficarão, pois nesses momentos só temos olhos para o nosso próximo. "O pecado do outro é sempre pior que o nosso". 

     Mas comece a especificar: "Saiam daqui os que sonegam informações, por menores que sejam, no imposto de renda; saiam os que colam na prova; saiam os que não devolvem na padaria quando recebem troco a mais; saiam os que usam bilhete falsificado para pagar mais barato na catraca dos transportes coletivos; saiam os que furam fila; saiam os que usam assentos ou vagas de carro reservadas a deficientes e idosos; saiam os estelionatários da fé (líderes religiosos que defendem que se der dinheiro na igreja será recompensado por Deus de alguma forma); saiam os que compram celular sem nota; saiam os que usam Windows e programas piratas no computador e smartphone; saiam os que repassam provas antigas' para os alunos, escondido dos professores; saiam os que assinam o nome do amigo na lista de presença da faculdade; saiam os que dão cobertura para o amigo quando o patrão chega repentinamente; saiam os que ajudam a mentir para o marido da amiga, enquanto ela faz algo escondido..."

     Seja sincero: Os milhões de manifestantes do Brasil, depois dessa, poderiam ser contatos nos dedos. E de uma mão!
     Nós, generalizando, somos corruptos tanto quanto os políticos que queremos presos. A diferença é apenas que não tivemos a oportunidade que eles tiveram. Exatamente: a corrupção envolvida em desviar milhões da saúde é a mesma da que está presente em nosso download do programa pirata. Só muda o contexto. O que fazemos e que dizemos que "isso não se compara aos milhões do PT" só tem proporção diferente, pois o espírito de desonestidade é o mesmo. Portanto, antes de sair para protestar, olhe no espelho, passe um bom óleo de peroba e só então pegue a sua bandeira e vista sua camisa verde-amarela.
     E uma coisa que me assusta é que é perigosa essa euforia instalada nos brasileiros (vale dizer que durará não mais do que um mês, assim como foi nos protestos pelos "25 centavos" de anos atrás - é "fogo de palha", pois não somos um povo com consciência, somos manipulados e vamos pra onde o "vento" nos leva). Quando isso acontece, a tendência geral é de buscar uma solução do lado oposto. Ou seja, sendo o PT um governo de esquerda (embora esteja muito longe de ser uma extrema esquerda), as pessoas tenderão a querer um governo de direita (basta ver o apelo popular). Mas o problema não é esse. É que elas querem uma extrema direita. E aí vemos um clamor por pessoas com uma mentalidade retrógrada, autoritária e intolerante como alguns que vivem na mídia e adorados como "mito" pelo povo. Podemos perder algumas conquistas inegáveis (mesmo quem odeia o PT tem que assumir que algumas ocorreram) e retornar ao século XIX em termos de avanços sociais. Então pense antes de desejar um novo governante. Se há necessidade de mudança, procure alguém mais "moderado". Fuja dos extremismos, dos radicalismos, de um lado ou de outro. Lembre-se que entre direita e esquerda, melhor é ser como Jesus e ficar na cruz do meio. Rsrs
     E por falar em Jesus... e pensar que há 2 mil anos Ele falava de pessoas que reparavam no cisco do olho do outro, enquanto possuem uma tábua nos seus próprios olhos. Milênios passam, mas a realidade é a mesma. É... a história se repete em ciclos.

P.S: O que não significa que acho que devam prender quem não devolve 10 centavos de troco ao cobrador do ônibus... Claro que quem desvia 10 bilhões da saúde deve ser preso, pois embora o "espírito" de corrupção seja o mesmo, a pessoa está sendo presa não pela ética ou moralidade dela e sim, pela consequência (dano) que gerou a terceiros. Desviando milhões, ela mata pessoas sem leitos e medicamentos nos hospitais.
     Da mesma forma, não acho que uma senhora que rouba um pacote de macarrão para não deixar seus filhos morrerem de fome deva ir para a cadeia. A conduta (roubo) nunca é louvável, mas a motivação dela deve ser avaliada pelo bom senso, bem como a consequência (quase insignificante) que gerou a terceiros.

Autor: Wésley de Sousa Câmara 
20/03/2016

O que achou?